Intercambialidade de Medicamentos – O que é Permitido?

Intercambialidade de Medicamentos – O que é Permitido?

Intercambialidade de medicamentos ou medicamento intercambiável é todo medicamento genérico, similar e de referência que pode ser trocado na compra ou no momento da prescrição.


Sem tempo para ler o artigo? Você pode ouvir, basta dar play abaixo!


Atualmente os medicamentos são divididos em três listas de categorias de intercambialidade, sendo elas:

  • Lista de intercambialidade de medicamentos genéricos;
  • Lista de intercambialidade de medicamentos similares;
  • Lista de intercambialidade de medicamentos de referência.

As três classificações correspondem a remédios atestados pela Anvisa, com eficácias e ações terapêuticas comprovadas, o que possibilita a intercambialidade entre elas.

O que é intercambialidade de medicamentos?

A intercambialidade de medicamentos corresponde à substituição de remédios, prescritos em receita médica, por um profissional da saúde, por outro produto com a mesma eficácia, qualidade e segurança para o sucesso no tratamento.

Trata-se, basicamente, da troca de uma das categorias de medicamento (genérico, similar e referência) por outra que venha a render um melhor custo/benefício ao consumidor. Existem tanto medicamentos controlados, como medicamentos OTC que são intercambiáveis.

Isso significa que posso trocar qualquer medicamento? Não! Vamos com calma.

Por lei a intercambialidade de medicamentos só ocorre entre os remédios que possuem a mesma equivalência farmacêutica, percentual de aproveitamento pelo organismo (biodisponibilidade relativa) e bioequivalência.

Tudo isso comprovado mediante testes apresentados, analisados e aprovados pela Anvisa.

Compreendido? Então vamos para o próximo passo!

Comece baixando abaixo a lista de medicamentos intercambiáveis atualizada 2020! Esta lista de intercambialidade vai ser ferramenta fundamental para você!

 


Quais são os medicamentos intercambiáveis?

Intercambialidade: Genéricos, Similares e Referência

Intercambialidade de medicamento de referência

O medicamento referência possui nome comercial, marca, substâncias e composições cientificamente comprovadas, autorizadas e atestadas pela Anvisa. Como remédio originador as outras classificações, medicamentos de referência podem substituir tanto medicamentos genéricos, quanto medicamentos similares.

Intercambialidade de medicamentos genéricos

O medicamento genérico é apresentado pelo nome da substância originadora, portanto, não tem nome comercial e é identificado pela letra G em sua embalagem (G-enérico). O genérico possui a mesma posologia (dose), princípio ativo, é administrado pela mesma via, indicado pelas mesmas ações terapêuticas e tem eficácia equivalente às características e propriedades do medicamento de referência.

Logo, medicamentos genéricos podem substituir medicamentos de referência.

Em relação aos medicamentos similares, os genéricos NÃO SÃO intercambiáveis. Deste modo, um genérico não pode substituir ou ser substituído por um similar.

Intercambialidade de medicamento similar

O medicamento similar possui os mesmos princípios ativos, concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia (dose), indicação terapêutica e equivalência ao medicamento de referência.

Logo, medicamentos similares podem substituir medicamentos de referência.

Em relação aos medicamentos genéricos, os similares NÃO SÃO intercambiáveis. Deste modo, um similar não pode substituir ou ser substituído por um genérico.

Mas atenção

Nem todos os medicamentos similares são intercambiáveis. Alguns ainda não foram submetidos aos testes e avaliações da Anvisa.

Portanto, somente à medida que forem aprovados, serão incluídos na lista oficial de intercambiáveis.

Cuidados na intercambialidade de medicamentos

Em primeiro lugar, é muito importante que o farmacêutico esteja ciente de toda a legislação vigente de intercambialidade de medicamentos e possa orientar da melhor forma a população.

Da mesma forma, certamente, toda a atenção dos profissionais da farmácia é importante. Por exemplo, se houver aviso médico, indicando que a troca é proibida, as regras não valerão e não poderá ser feita a intercambialidade.

Lista de medicamentos intercambiáveis: atualização

Não existe um prazo específico para a atualização da Lista de Medicamentos Similares Intercambiáveis, portanto, a periodicidade para a atualização fica a critério da ANVISA.

No entanto, considerando os princípios da eficiência e o fato da necessidade de modificar as atividades dos servidores para a atualização da lista de medicamentos intercambiáveis, a periodicidade tem sido bimestral.

Contudo, é importante ressaltar que a atualização poderá ocorrer em período menor ou maior.

Intercambialidade de medicamentos éticos

Muitas pessoas, até mesmo profissionais da saúde, empregam de forma equivocada o termo “ético”, utilizando-o para se referir aos Medicamentos de Referência.

Em primeiro lugar, é importante deixar claro: isso é errado.

Medicamento ético é aquele que, legalmente, não pode ser anunciado na mídia de massa. Sua publicidade fica, portanto, restrita apenas às publicações especializadas (em revistas particulares e notícias com viés científico, por exemplo) e aos trabalhos de divulgação em congressos ou direcionados aos médicos (através de propagandistas de laboratórios farmacêuticos que visitam consultórios).

Em oposição aos medicamentos éticos, existem os chamados “medicamentos bonificados”. A linha bonificada consiste em remédios, similares, produzidos por laboratórios que oferecem maiores benefícios às farmácias na hora de vender seus produtos (como por exemplo: melhores prazos para pagamento; descontos; brindes; etc.). Estas vantagens recebem o nome de “bonificações” e são ofertadas na tentativa de obter lucro em relação à linha ética ou vantagem na concorrência com os grandes laboratórios (que fazem propaganda especializada e nos consultórios).

Em conclusão, o medicamento que não paga bonificação faz parte da linha ética. Já o remédio bonificado é oposto a essa classe, pois entende-se que oferecer benefícios para obter vantagem nas vendas é uma postura antiética.

O termo “ético” por vezes é tido como um jargão de balcão de farmácia para referenciar os remédios que fazem parte da linha ética (em especial, os medicamentos de referência). No entanto, essa condição não interfere nas regras gerais de intercambialidade de medicamentos, seja para os genéricos, similares ou de referência.

Recapitulando sobre a intercambialidade de medicamentos

Montamos o seguinte infográfico sobre intercambialidade de medicamentos, para que fique didático a você:

Intercambialidade de medicamentos - Infográfico

Conclusão sobre intercambialidade de medicamentos

Agora você já sabe que intercambialidade de medicamentos é a possibilidade da substituição de um medicamento genérico, similar ou de referência, sem que haja influência no tratamento realizado e resultados esperados com a medicação.

E não se esqueça! Se você é farmacêutico ou balconista de farmácia ou drogaria, siga à risca as recomendações deste artigo!

As regras valem para compras em balcão, tele-entrega e também por Delivery Online.

Bônus: Lista de medicamentos genéricos

Lista de Medicamentos Genéricos

A lista de medicamentos genéricos 2020 atualizada, você encontra aqui, para download grátis:


Hey!? Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus colegas, pois isso nos estimula a produzir conteúdos cada vez melhores:

FECHAR