Medicamentos OTC – Farmácia – Lista Atualizada e Dicas

Medicamentos OTC – Farmácia – Lista Atualizada e Dicas

“Over the Counter” é o termo Norte Americano que originou a sigla para os medicamentos OTC.

Todo medicamento OTC é um medicamento de venda livre e, certamente, uma parte muito importante para o negócio de uma farmácia ou drogaria.

O medicamento OTC não consta na Portaria 344. Em resumo, o documento diz respeito às administrações sujeitas a controle especial e, portanto, conta apenas com remédios de venda controlada – Saiba mais sobre a Portaria 344 logo abaixo.

MIP é outra sigla costumeiramente empregada à esta classe de medicamentos, vindo de Medicamentos Isentos de Prescrição.

Portanto, sabendo dessa importância, daremos algumas dicas de como adotar boas estratégias e trabalhar melhor essa categoria.

Portaria 344

A portaria 344 é de extrema importância para farmacêuticos, proprietários de farmácias e drogarias em geral, pois, esse documento (portaria 344) trata do Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial.

Além disso:

Devo dar prioridade aos medicamentos OTC mais vendidos?

Em primeiro lugar, você ainda mantem seus medicamentos OTC atrás do balcão?

Levar estes itens até às gôndolas, e sobretudo organizá-los de forma correta, pode aumentar muito o volume de vendas.

Além de poupar tempo de atendimento dos funcionários que estão atrás do balcão, faz com que fiquem  focados em ajudar os clientes com os medicamentos que necessitam maior atenção.

Escolhendo os medicamentos OTC que serão levados às gôndolas

Antes de levar todos os medicamentos de venda livre de trás do balcão para as gôndolas, primeiramente, faça um estudo interno para levantar aqueles que valem à pena ganhar um local de destaque na loja.

Se você faz uma boa gestão de estoque em seu sistema, certamente conseguirá retirar um relatório de curva ABC de medicamentos que, em suma, são os itens mais vendidos no histórico da sua loja.

Portanto, separe os medicamentos OTC mais vendidos desta curva ABC, e comece a planejar quais ganharão espaço em suas gôndolas.

Caso não tenha este relatório de curva ABC, dê prioridade aos analgésicos e relaxantes musculares, pois estudos mostram que justamente eles estão entre os mais vendidos do Brasil, sendo o Dorflex o mais vendido e a Neosaldina em 4º lugar.

Exemplo de layout para medicamentos OTC

Agrupe seus medicamentos por indicação ao colocá-los na gôndola, mantendo sempre como mais bem posicionados (à frente) os itens de maior saída, retirados do seu estudo de curva ABC.

Alguns grupos recomendados são os seguintes:

  • Dor e febre;
  • Gripes e resfriados;
  • Gastrointestinais;
  • Vitaminas e suplementos;
  • Emagrecimento;
  • Primeiros socorros.
Medicamentos OTC - Layout de gôndolas

Estratégia com Medicamentos OTC no delivery

No delivery, a estratégia com medicamentos OTC é de entender a força comercial que alguns nomes desta categoria tem. Também o fato de serem itens passíveis de serem entregues ao consumidor, diferente de outros medicamentos controlados.

Trabalhar uma estratégia de agregar vendas aos clientes passa pelo fato de ter medicamentos de venda livre como aliados, não só pelo apelo comercial, mas também pelos baixos riscos de interações medicamentosas que detém a categoria.

Com o delivery tradicional, dominar técnicas de vendas específicas de farmácias e drogarias, é algo fundamental para todo o time de atendentes da loja.

Um modo de replicar para o delivery as estratégias de de arrumação visual dos medicamentos OTC, é utilizar também uma Plataforma de Delilvery Online, dando destaque a estes medicamentos na primeira página/vitrine virtual.

Tendo uma página de Delivery Online, além de poder replicar as estratégias de destaque dos medicamentos OTC que você faz na loja física, você também reduz tempo de atendimento de funcionários ao telefone e WhatsApp, oferendo um novo canal de compras para o seu cliente, aumentando também vendas e o ticket médio.

Medicamentos OTC no checkout da farmácia

Como está o seu checkout? Sabia que ele é um ponto chave do sucesso do seu PDV (ou loja virtual)?

O uso dos OTC no checkout devem ser feito de forma ainda mais seleta do que na gôndola, pois normalmente há menos espaço nesta área.

Novamente, prioridade máxima aos medicamentos mais populares e vendidos. Aqui, o uso de fracionados é interessante, pois estimula o impulso da compra, além de economizar espaço.

Em nosso outro artigo, 6 Ideias de Como Agregar Vendas em Farmácias, temos um tópico exclusivo a respeito da formatação do seu checkout.

Medicamentos mais vendidos em Farmácia

A Interfarma fez uma pesquisa no ano de 2018 a respeito de quais são os medicamentos mais vendidos no Brasil. Atenção, pois nem todos medicamentos desta lista são OTC!

Confira abaixo:

  1. Dorflex, relaxante muscular e com R$ 470,7 milhões vendidos em 2018;
  2. Xarelto, anticoagulante e com R$ 286,8 milhões vendidos em 2018.
  3. Selozok, redução da pressão arteria e com R$ 230,3 milhões vendidos em 2018;
  4. Neosaldina, analgésico e com R$ 222,4 milhões vendidos em 2018;
  5. Torsilax relaxante muscular e com R$ 215,3 milhões vendidos em 2018;
  6. Aradois, anti-hipertensivo e com R$ 212,2 milhões vendidos em 2018;
  7. Glifage XR, antidiabético e com R$ 201,8 milhões vendidos em 2018;
  8. Addera D3, suplemento de vitamina D e com R$ 195 milhões vendidos em 2018;
  9. Anthelios, protetor solar) e com R$ 187,7 milhões vendidos em 2018;
  10. Buscopan composto, reduz sintomas de cólicas menstruais e com R$ 181,7 milhões vendidos em 2018.
  11. Conclusão sobre medicamentos OTC

    Escolha de forma inteligente quais serão os medicamentos que sairão de trás do balcão para a gôndola.

    Aproveite da força comercial e de marketing destes itens no momento da venda e do marketing da sua farmácia.

    Invista para dispor estes itens de forma atrativa na loja. É importante que o cliente se sinta atraído e confiante em coletar por conta própria o item na prateleira.

    Use da liberdade que o medicamento OTC dá ao seu negócio, como uso da imagem das embalagens em publicidades. Também aproveite da pouca objeção dos clientes em relação a riscos de interação, efeitos colaterais, etc.

    Torne esta categoria de medicamentos uma frente visível a atrativa do seu negócio.

Além deste artigo, confira também: DCB ANVISA – Entenda a Denominação Comum Brasileira

FECHAR