O verão na farmácia: dicas, produtos e novidades do mercado

O verão oferece muitas oportunidades para os proprietários de farmácias aumentarem suas vendas através do marketing direcionado especificamente para a temporada.

Muitos fatores estimulam as vendas no varejo e também na farmácia durante o verão. Entre eles temos:

  • as elevadas temperaturas
  • as férias escolares
  • as festas de fim de ano (que ocasionam a troca de presentes, seja no Natal em família ou no amigo secreto do trabalho) 
  • além da retomada do turismo 

Hoje, te ajudamos a entender como otimizar as vendas de produtos-chave da estação, quais são os fatores que contribuem para a procura desses itens, quais as oportunidades de venda, como preparar sua loja e sua equipe, e muito mais! 

Afinal, você pode faturar muito mais se conseguir se planejar com antecedência!

Características do verão brasileiro

Aqui no Brasil, como estamos situados no hemisfério sul, o solstício de verão acontece entre os dias 20 e 21 de dezembro. 

Já o seu término, entre os dias 20 e 21 de março.

Nessa estação, os dias são mais extensos que as noites em virtude da maior incidência solar em nosso hemisfério.

O verão tem como principais características as elevadas temperaturas e o aumento dos índices de chuva. 

Essas chuvas são de rápida duração, mas muito intensas e sua ocorrência costuma ser no final do dia. Assim são as denominadas “chuvas de verão”. 

Um alerta preocupante divulgado pelo Met Office, serviço meteorológico do governo britânico, revela que se as projeções se confirmarem, o período de 2014 até 2023 será a década mais quente nos 150 anos de dados da agência.

Este estágio é considerado como um limite crítico para o aquecimento global.

Assim, teremos mais chuvas no período e possíveis estiagens em determinadas regiões — fator que agravará o clima e ocasionará o desenvolvimento de mais catástrofes e enfermidades ligadas ao período.

   

Doenças mais comuns no verão 

Falando em doenças, infelizmente, é neste período também que várias cidades brasileiras registram muitas tempestades, geralmente relacionadas a fenômenos como o La Niña e a outros fatores ligados às mudanças climáticas.

Para entendermos o cenário geral do período, trouxemos alguns destaques relevantes para a população brasileira em geral e que devemos ficar de olho para o próximo verão.

 

Dengue, Zika e Chikungunya

Por conta do aumento da frequência das chuvas, também há forte incidência do aumento de enfermidades como dengue, zika e chikungunya, causadas pelo mosquito Aedes aegypti, no Brasil.

Por isso, são consideradas doenças cíclicas. 

Para o Aedes aegypti e o Aedes albopictus (que pode ser infectado e transmitir essas doenças), as chuvas são sinônimo de água parada — local onde os ovos dos mosquitos são depositados e as larvas se desenvolvem até alcançarem a fase adulta.

Ou seja, devido às chuvas, aumenta-se a oferta de potenciais criadouros para as fêmeas do Aedes colocarem seus ovos.

Para se ter ideia, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde em 2020, houve um número alarmante de casos de dengue, zika e chikungunya nas primeiras sete semanas do referido ano, que incidiram no período de verão.

Ou seja, é exatamente a época que traz altas temperaturas e incidência de chuvas em todo o país. 

Na ocasião, foram notificados mais de 180 mil casos de dengue, enquanto que chikungunya foram quase seis mil e zika quase 580, informa o estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O infectologista Celso Granato, diretor do Fleury Medicina e Saúde, afirma:

Geralmente, quando chega o mês de dezembro e começamos a notar uma grande concentração do Aedes, já dá para prever que março e abril vão ser ruins, com muitos casos de dengue.

E ainda há outras doenças ligadas ao período. 

Por exemplo, na virada de 2021 para 2022, houve duas outras crises de saúde no Brasil.

Enfrentamos uma epidemia de influenza H3N2, que causou um aumento importante de casos de gripe, e o alastramento da variante ômicron do coronavírus, que trouxe recordes nos números de infecção.

 

Câncer de pele

O câncer de pele é um dos tipos de cânceres mais frequentes no Brasil. 

Ele corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, embora apresente altos percentuais de cura se for detectado precocemente. 

Entre os tipos de câncer de pele, o tipo não-melanoma é o de maior incidência e apresenta menor mortalidade. 

Segundo o HCor (Hospital do Coração, de São Paulo), a enfermidade é considerada mais comum em pessoas acima dos 40 anos e relativamente rara em crianças. 

Há, portanto, o alerta para pessoas portadores de doenças cutâneas, como o vitiligo, pois a doença causa menor proteção da pele contra o sol e maior risco de incidência do câncer de pele carcinoma espinocelular (tumor maligno).

Por esse motivo, as pessoas devem optar pela exposição ao sol antes das 10 horas e após às 16 horas, principalmente na estação mais quente do ano. 

A Dra. Dolores Fabra, dermatologista oncológica do HCor Onco, declara:

Nesse período [antes das 10h e após as 16h] há menor radiação UVB, que provoca queimaduras, sendo o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele. Um grande número de pessoas frequenta praias e piscinas em horários inadequados sem os cuidados necessários.

Além disso, outras doenças dermatológicas, como a insolação, também podem ser ocasionadas pela exposição solar em excesso.

 

Intoxicação alimentar

No verão, é preciso ter cuidado redobrado também na alimentação, pois no calor as chances de intoxicação alimentar aumentam. 

As temperaturas elevadas facilitam a proliferação de vírus e bactérias, como a Salmonella, Campylobacter e E. coli.

Caso os alimentos não estejam frescos, não sejam corretamente higienizados ou armazenados de modo correto, criam-se condições ideais para o desenvolvimento desses germes, que provocam sintomas desagradáveis e complicações mais severas. 

Outra medida preventiva é higienizar itens que vão à boca, como tampas e bocas de garrafa, e lavar as mãos sempre que possível.

   

Verão na farmácia: os dados mais importantes da estação

É importante analisar os dados que fazem a diferença para planejar a estratégia de marketing, bem como o posicionamento e orientação que guiará o seu mix de verão (assunto que trataremos no próximo tópico). 

Então, para entender as duas principais tendências para 2022, confira abaixo.

 

Suncare

O Brasil é o terceiro maior mercado mundial de suncares. 

Para quem não está familiarizado com o termo, suncare é a categoria de produtos pensados para a exposição solar. 

Conforme o relatório do Euromonitor International, apenas no Brasil, o segmento deve crescer 14,5% até 2025. 

Falando sobre a linha de cuidados com a pele para esse fim específico, podemos citar protetores solar, bronzeadores, pós-sol e hidratantes. 

Esses itens incrementam o mix verão do varejo farma. 

Segundo a Johnson & Johnson, de dezembro a janeiro é onde ocorre o maior pico de vendas desse segmento. 

O consumo fica em média 28% maior e as vendas diárias chegam a ser cinco vezes maiores nesse período.

“O mercado de proteção solar é ainda muito sazonal no mercado brasileiro, por isso, é super importante termos uma execução perfeita no PDV durante o verão”, pondera a empresa.

Uma das grandes novidades reveladas pela J&J é que na temporada de 2021, a categoria de protetor solar cresceu +7,1% em valor e +3,4% em volume. 

Além disso, houve o crescimento que a categoria de protetor facial ganhou: peso de 54% em valor.

Lia Carolina Rodrigues, Analista de Trade Marketing da Johnson & Johnson, revela:

O facial puxa a categoria como um todo e tem uma boa performance. No varejo, o facial representa 23% do mix. Então, temos uma grande oportunidade de trabalhar melhor esse segmento no canal varejo.

Portanto, essa é a grande aposta no mercado. 

O segmento facial não é somente o que mais cresce, mas o que mais apresenta volume de vendas, menos sazonalidade (ou seja, vendas o ano todo) e é fortemente movido por inovações e benefícios multifuncionais para a pele.

Dermocosméticos e produtos de higiene são outras duas fortes tendências para o setor farmacêutico neste ano.

 

Repelentes

Movimentando R$ 1,8 bilhão por ano, o mercado de repelentes cresceu 10% entre o verão de 2020 e 2021.

Renato Carvalho, Gerente de vendas em feiras da SC Johnson.

De acordo com o especialista, o setor deve seguir crescendo em 2022. 

A redução de casos de COVID-19 (bem como o recente rebaixamento de pandemia para endemia) e a consequente maior mobilidade da população são dois dos principais responsáveis por essa projeção. 

Ademais, o gerente apontou o aumento das temperaturas como outro fator determinante para o otimismo e expectativa no segmento.

Vale lembrar que o cuidado referente aos mosquitos não fica apenas nos repelentes. 

A prevenção, claro, é o melhor modo de lidar com eles, porém é importante lembrar que o contato posterior com os mosquitos também pode ser outra abordagem com a clientela da farmácia. 

Nessa fase, entram medicamentos ou produtos que aliviam coceira e até mesmo antialérgicos para a evolução de casos mais graves. 

 

Workshop: Temporada Solar e Repelentes

A Universidade Martins do Varejo (UMV - Martins) preparou um workshop sobre a temporada de verão.

.

Mix de produtos: o que a farmácia deve vender no verão? 

O verão na farmácia oferece a oportunidade de aumentar o faturamento em diversas categorias. 

Já entendemos que, por causa das mudanças no clima e na rotina das pessoas, a busca por alguns produtos sofrem uma variação no comportamento das vendas. 

Entenda, agora, como você pode fortalecer o seu mix de produtos e o que sua farmácia deve vender no verão para ganhar mais dinheiro nessa época do ano.

A Analista de Trade Marketing da Johnson & Johnson, Lia Rodrigues, destaca:

É muito importante que o ponto de venda esteja bem abastecido durante o verão todo, para não ter ruptura, para conseguir ofertar para o shopper aquilo que ele procura em termos de proteção, embalagem, variedades.

 

Proteção solar

Garantir a proteção solar dos seus clientes é fator primordial para alavancar vendas no período. 

Ainda tomando como referência os dados da J&J, considerando o mix, as melhores oportunidades se concentram na linha facial que é atrativa o ano todo e ainda mais no verão na farmácia.

Segundo os dados da empresa, o item compõe 54% da cesta de skincare, seguido por produtos corporais com 46%. 

Portanto, invista em produtos de proteção solar para corpo, face e lábios. 

Dê destaque especial para esses itens que são essenciais no período. 

Para isso, você pode inclusive dar destaque associando a prevenção de doenças dermatológicas com a prevenção ao envelhecimento precoce da pele. 

 

Repelentes

Como já vimos anteriormente, o fato de sermos um país tropical traz moradores indesejados na estação mais quente do ano, os insetos e os mosquitos.

Algumas regiões praianas, mais quentes ou que concentram mais água, são as preferidas dessas espécies. 

Mesmo que sua farmácia não esteja em nenhuma dessas localidades, é importante manter um estoque desses produtos. 

Afinal, nunca se sabe se o seu cliente está planejando uma viagem para essa região.

Neste caso, os repelentes tópicos são os melhores aliados.

Alguns deles garantem eficácia mais potente, podendo durar até 12 horas. 

Podendo ser sintéticos ou naturais, eles atuam formando uma camada protetiva na pele com  odor que repele os insetos.

Esse é o caso de repelentes que possuem DEET, icaridina, IR3535 ou óleos essenciais de ervas em sua composição, como a citronela ou cânfora.

Podem ser em spray, aerosol, loção e até mesmo com fórmulas desenvolvidas para peles sensíveis.

Voltamos a reforçar: não deixe esse item em falta na sua farmácia e disponha de diversas opções para seus clientes. 

 

Alimentos

Com as altas temperaturas do verão, o corpo humano aumenta seu consumo de água. 

Isso acontece pois para manter uma temperatura adequada e o principal mecanismo para essa regulação é a transpiração, que faz aumentar a eliminação de água e sais minerais do nosso organismo.

Portanto, o hábito de ingerir água e líquidos ainda se faz mais importante e intensivo durante o verão.

Então, não deixe de enfatizar isso para seus clientes e não deixe de ter opções de águas presentes em sua loja. 

A água também pode ser um ótimo produto para ajudar a complementar uma venda no caso de um cliente precisar tomar o medicamento no ato da compra.

Além disso, devido à necessidade de reposição de sais minerais, suplementos hidroeletrolíticos (também conhecidos como isotônicos) também podem ser ofertados com ênfase no período. 

Ele deve ser voltado principalmente para quem faz prática de exercícios físicos ou ainda em caso de recomendação médica. 

O produto é feito especificamente para recuperar e repor carboidratos, sais minerais e líquidos perdidos.

O consumo de chás também pode ser introduzido aqui. Inclusive há no mercado novas opções de chás para preparo e consumo gelado.

Falando em itens gelados, sorvetes e picolés também entram aqui. 

Pois, durante temperaturas mais quentes, são itens bastante procurados para aliviar o calor e dar uma refrescada.

 

Dermocosméticos

Além da proteção solar, no verão, os cuidados com a pele não param nesses itens. 

Muito pelo contrário, podem até se intensificar. 

Então, não perca a oportunidade de fomentar a rotina de skincare que contemple todo o passo a passo mais importante, como limpeza, tonificação, esfoliação e hidratação.

O mesmo vale não só para o rosto, mas para todo o corpo.

O foco desses itens é mostrar que são essenciais para uma pele saudável e bonita.

Aqui, os cuidados com os cabelos também ganham destaque, devido a um conjunto de hábitos comuns durante essa época do ano, que coincide com danos relacionados à maior exposição ao sol, mar, areia e piscina, que afetam diretamente a nutrição e saudabilidade dos fios. 

Portanto, aposte em itens que tenham proteção térmica ou que ajudem a recuperar a nutrição dos cabelos danificados.

 

Ação para visitantes

As viagens no período de verão são tão importantes que trataremos dela à parte.

Devido à retomada do turismo e da economia com o fim da pandemia,  mostraremos a seguir como se posicionar para atrair clientes passageiros — leia-se aqui os visitantes de fora da cidade, que estão apenas de passagem. 

Durante o verão, é provável que muitos visitantes de fora da cidade estejam em sua região, principalmente se sua loja estiver em um local turístico. 

Em período de férias ou para as festas de fim de ano, eles visitarão familiares ou amigos. 

Logo, muitos desses visitantes esquecerão as coisas (ou não conseguirão trazer tudo o que precisam) e precisarão de itens da sua farmácia. 

Isso inclui:

  • itens básicos de HPC, como sabonetes, shampoos, pastas e escovas de dente
  • itens de primeiros socorros, como curativos, antissépticos ou até mesmo cremes para queimaduras solares
  • MIPs como os voltados tratamentos para dores de estômago, resfriados ou dores de cabeça
  • produtos básicos de verão, como protetor solar, repelente de insetos e protetor labial

Considere dar destaque relevante para esses itens perto da entrada da loja, contendo um chamariz que entregue sua utilidade. 

Essa sessão pode ser algo como “caso você tenha esquecido alguma coisa” ou “itens indispensáveis para um verão sem preocupações”. 

Se possível, contacte hotéis e outras empresas locais (que façam sentido para seu segmento) para conhecerem o seu diferencial: sua farmácia tem tudo o que um visitante precisa.

Vale até mesmo fornecer cupons e descontos especiais que essas empresas parceiras podem oferecer aos hóspedes ou pacientes para virem à sua loja e obter os itens que tenham esquecido.

 

Brindes

Brindes podem ser uma ótima estratégia de retenção e fidelização de clientes e inclusive já tratamos desse assunto neste outro artigo. 

E claro que não poderíamos deixar de falar sobre eles aqui também, no período do verão na farmácia.

Afinal, a estação mais animada e divertida do ano pede ações especiais para encantar os clientes. 

A primeira dica, então, é: 

Se optar por trabalhar com brindes, traga produtos lúdicos, criativos e exclusivos.

É claro que você precisa dos produtos específicos que os clientes esperam para a temporada, mas o verão oferece a oportunidade de promover ações que tragam marketing boca-a-boca para sua farmácia ou drogaria. 

Uma boa estratégia é vinculá-los a uma compra de determinado valor, e os brindes podem variar de acordo com isso. 

Caso você não seja possível o investimento nesses itens, há outra saída viável. 

Também pode-se oferecer como brindes produtos não medicamentosos que estão próximos ao vencimento ou que não tem muita saída em termos de vendas.

De todo modo, há muitas opções de brindes e eles podem ter uma grande variação de preços.

Aqui estão algumas ideias:

  • toalhas de praia
  • bolsas de praia
  • necessaires
  • chinelos
  • minialto-falantes portáteis
  • miniventilador portátil (alimentado por USB)
  • garrafas de água personalizadas
  • formas de picolé etc.

Por último, lembre-se: o importante é ser criativo e entregar brindes funcionais para sua clientela.

   

Datas comemorativas durante o verão

Agora vamos falar sobre as datas comemorativas que ocorrem durante toda a estação. 

Elas são importantes porque podem apoiar a venda de diversos produtos e, claro, fortalecer a imagem da sua farmácia, caso você opte por promover alguma campanha informativa sobre a causa. 

Dentre os mais importantes temos dois eventos que tratam sobre o mesmo assunto: o câncer. 

O primeiro é a campanha Dezembro Laranja, que busca informar sobre a prevenção do câncer de pele. 

Criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, o mês traz conscientização e dá holofote para a enfermidade que faz muitas vítimas no país. 

Já no dia 4 de fevereiro, é celebrado o Dia Mundial do Câncer. 

É também uma iniciativa importante que tem como objetivo amenizar os índices e a mortalidade da doença, geralmente, através da educação sobre o tema.

Entre as outras datas extremamente importantes que recaem no período do verão, temos o Natal, Ano novo, além das férias escolares, recesso de trabalho e Carnaval.

Todos esses acontecimentos que citamos coincidem com viagens e trocas de presentes (nos períodos festivos de final de ano) que podem ser amplamente explorados pela sua farmácia através de kits com itens presenteáveis ou com kits úteis para transporte (no caso de viagens, por exemplo).

   

Como preparar a farmácia para o verão

Com um mix de produtos diversificado, displays atraentes, vendas sugestivas, e apresentando itens muitas vezes esquecidos, sua farmácia pode aquecer as vendas no verão na farmácia e aumentar seus lucros.

 

Organizando a loja

Assim como atualizamos o nosso armário para o verão, adequando as vestimentas para o período, é hora de “vestir” sua loja para a estação.

Portanto, atualize a sua loja por dentro e fora, uma vez que você não surpreenderá seus clientes se eles sempre virem a mesma coisa toda vez que entram. 

É importante criar uma nova experiência pelo menos a cada temporada.

Então considere atualizar suas prateleiras e as decorações temáticas com uma frequência saudável.

Envolva sua equipe na criação de ideias que os clientes irão gostar. 

Torne suas exibições criativas e divertidas, principalmente para o verão. 

Use e abuse das cores vibrantes da estação. 

Tenha temas e destaque seus divertidos e exclusivos produtos sazonais, como já nos referimos anteriormente.

Altere alguns displays e prateleiras todas as semanas durante o verão e apresente itens especiais, caso os tenha.

Vale também repetir produtos importantes. 

Coloque itens como protetor solar, produtos de skincare, repelente de insetos ou seus itens exclusivos em vários lugares da sua loja. 

Quanto mais os clientes virem esses itens, maior a probabilidade de comprá-los.

Por exemplo, sabendo que dermocosméticos com fórmula anti-envelhecimento é uma tendência nos dias de hoje, garantir a proximidade de produtos que contenham FPS e antioxidantes das opções tradicionais é uma ótima pedida. 

Vale, então, inserir uma comunicação chamativa na prateleira abaixo dos protetores solares com os cremes que aliem os FPS e antioxidantes. 

Apresente as duas opções e deixe seus clientes decidirem. 

Assim, você ajuda as pessoas a encontrar itens diferenciados sem elas precisarem pedir por isso.

 

Agrupando os produtos de verão

Além disso, os produtos devem ser sempre agrupados com lógica funcional, de forma que produtos complementares tenham mais chances de aumentar as vendas. 

Por exemplo, se um cliente for comprar curativos, é possível que ele também queira um spray anti-séptico para a ocasião.

Quando esses produtos são dispostos próximos um ao outro, são mais fáceis de serem encontrados — aumentando assim a probabilidade de o consumidor comprar dois produtos em vez de apenas um.

Outra dica valiosa é não manter uma única prateleira de produtos de verão em um único lugar da sua farmácia. Tenha mais!

Evidencie promoções e produtos por meio de sinalização na loja, adesivos, placas em suas vitrines e não esqueça de fazer a versão digital deles para divulgar em seu site e nas mídias sociais.

Seduza sua clientela. Reforce, sempre que possível, o seu papel como parceiro na saúde dos clientes.

Ainda em relação à exposição da categoria de suncare, há uma dica da Johnson & Johnson importante: deve-se separar o universo de produtos de beleza (uso individual) do universo de produtos massivos (uso familiar). 

Dentro de cada universo as marcas devem ser blocadas e, em seguida, deve-se respeitar os seguintes segmentos: 

  • facial e infantil
  • bronzeador e pós-sol 
  • e protetor corporal

Dentro ainda de cada segmento, a empresa orienta a separar os aplicadores (primeiro os sprays e depois as bisnagas) e então organizamos dos FPS maiores para os menores, colocando sempre as embalagens maiores antes das menores.

   

Conclusão

O verão é uma estação diferenciada e cheia de oportunidades durante os seus meses de permanência.

Trouxemos, ao longo deste artigo, as principais estratégias para fortalecer sua presença (física e digital) e aquecer suas vendas no período.

Afinal, para um bom empreendedor, é sempre importante entender as tendências do mercado e as necessidades de seus clientes, bem como os tipos de produtos que eles podem querer ou precisar durante a estação.

É mais informação para sua farmácia se preparar para o período e criar uma estratégia de marketing e de vendas totalmente focada nessa época do ano.

Para que você continue muito bem informado sobre as sazonalidades do universo farma, temos uma ótima notícia para você: o aprendizado e sua evolução não acabam aqui!

Nossa equipe desenvolveu um calendário de datas especiais para farmácias, contendo tudo o que você precisa saber para vender mais e melhor o ano inteiro.

O material é gratuito e está disponível para ser acessado agora mesmo.

Preencha o formulário abaixo e receba já o seu!


Hey! Você gostou deste conteúdo? Então compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar produzindo conteúdos de qualidade que melhoram o dia a dia da sua farmácia!

Sua farmácia continuará perdendo clientes
por não ter presença online?

Assista agora uma demonstração sem compromisso.
ASSISTIR DEMONSTRAÇÃO
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram