Devo Contratar Serviço de Motoboy em Minha Farmácia?

Devo Contratar Serviço de Motoboy em Minha Farmácia?

O delivery possibilita às farmácias expandir lucros, alcançar e efetivar novos clientes e é também um excelente método para aplicação das estratégias de marketing.

Os bons resultados que a entrega em domicílio promove aos estabelecimentos faz com que a tendência cresça cada dia mais. No entanto, sabemos que tudo na vida tem um lado bom e outro ruim, não é? Então, junto aos benefícios, é importante destacar que dilemas envolvendo o serviço também existem.

Por isso, neste artigo falaremos sobre uma problemática que comumente ronda gestores de farmácia: “devo contratar serviço de motoboy?

Além disso, preparamos uma lista dinâmica com os prós e contras de contratar motoboy para que tudo seja compreendido da maneira mais prática possível.

Boa leitura!

Leia também: Devo Oferecer Delivery em Minha Farmácia?

Como funciona o serviço de motoboy?

Em primeiro lugar, antes da decisão entre contratar o serviço de motoboy ou não, é importante entender melhor como funciona este trabalho, quem é o profissional que o faz, com qual área da farmácia ele irá se relacionar e se será interessante tê-lo em sua farmácia. Portanto, vamos lá!

1. O que é o serviço de motoboy?

O serviço de motoboy consiste, de modo geral, nos trabalhos de coleta, transporte e entrega de produtos, pacotes, documentos, etc. realizados pelo profissional denominado “motoboy”, com o auxílio de uma motocicleta.

Além disso, outras atividades enquadram-se no serviço, sendo elas:

  • Entrega ou coleta de mercadorias, comida, documentos, faturas, cheques, dinheiro, presentes, brindes ou qualquer tipo de material que for requisitado;
  • Fazer pagamentos, saques e depósitos;
  • Autenticar documentos;
  • Fazer serviços em correios e cartórios;
  • Resolver imprevistos com as entregas.

 

Importante destacar

Como podemos observar acima, o serviço de motoboy compreende atividades de diversas naturezas. No entanto, ao contratar um motoboy é importante definir qual será sua área de atuação para que tudo seja muito bem exercido.

Já pensou na bagunça que seria destinar alguém para atender a demanda de delivery e resolver pendências administrativas da farmácia ao mesmo tempo?

Acima de tudo, é necessário atentar-se a isso. Afinal, queremos este profissional para ajudar e não gerar dores de cabeça, não é?

2. Quem é o motoboy e com qual área da farmácia ele se relaciona?

O motoboy é o profissional responsável por prestar os serviços listados acima, no tópico 1, para pessoas ou empresas.

A profissão de motoboy foi regulamentada em 2009 por meio da Lei Nº 12.009 de 2009 que estabelece normas e diretrizes para registro profissional e prestação do serviço.

Ou seja, antes de contratar um motoboy saiba que existem pré-requisitos tanto para a pessoa que exerce a função, quanto para a moto que será utilizada nos serviços.

Confira abaixo cada um deles.

Requisitos para o motoboy:

  • Ter 21 anos completos;
  • Possuir habilitação na categoria A por pelo menos 2 anos;
  • Ser aprovado em curso especializado, nos termos da regulamentação do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) para o desenvolvimento da atividade.

Além disso, a cada cinco anos o profissional deve passar por uma reciclagem de conhecimentos e habilidades, pois assim mantém-se atualizado com relação à legislação de trânsito vigente.

Requisitos para a moto utilizada em serviço de motoboy:

  • Ter no máximo 15 anos de uso;
  • Possuir no mínimo 95 cilindradas;
  • Possuir registro na categoria de veículos de aluguel;
  • Estar registrada na espécie carga, não passageiro;
  • Ter placa vermelha;
  • Contar com protetor de motor mata-cachorro, fixado no chassi do veículo, destinado a proteger o motor e a perna do condutor em caso de tombamento, nos termos de regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran);
  • Ter aparador de linha antena corta-pipas, nos termos de regulamentação do Contran;
  • Contar com faixas refletivas, inclusive no colete e capacete utilizados em horário de trabalho.

Além dos detalhes mencionados acima, a motocicleta deverá ser submetida a uma vistoria visual na Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito (Cettrans) anualmente e a cada semestre passará por uma inspeção mecânica, realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Acesse e confira a lei completa clicando aqui.

Área de relação com a farmácia

O motoboy é o profissional que atua na área de transportes e possui ligação direta com as vendas — uma vez que realiza as entregas dos produtos e medicamentos vendidos. Desta forma, irá se relacionar com os departamentos de atendimento, logística, administrativo e comercial da farmácia.

3. É interessante ter um motoboy?

O mundo atual preza pela velocidade. Nesta realidade, o tempo é fator fundamental para as farmácias que desejam oferecer delivery com qualidade e agilidade. Por isso, investir em ferramentas que otimizam o prazo de entregas é uma questão que deve ser considerada em um negócio.

Além disso, a rapidez com que um motoboy realiza seus serviços garante um diferencial competitivo para a empresa que ao efetuar entregas com maior agilidade, tem feedbacks como: satisfação do cliente; fidelização; processos internos mais velozes e maior capacidade de entrega.

Tudo isso irá influenciar no giro de mercadorias e evolução das vendas da farmácia ou drogaria.

Como contratar um motoboy?

Se você chegou até aqui, certamente já sabe que contar com o serviço de motoboy em sua farmácia pode ser uma boa ideia.

Agora que concluímos a primeira parte, vamos à segunda: como contratar um motoboy?

Há três maneiras diferentes de ter esse serviço em sua empresa, são elas:

  1. Como funcionário da farmácia — seguindo o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT);
  2. Através de empresa de motoboy que terceiriza o serviço;
  3. Contratando um profissional autônomo.

Ao mencionarmos o serviço de delivery, falamos também em periodicidade e rapidez. Contratar um profissional autônomo pode comprometer estes dois pontos, pois nem sempre a pessoa em contato estará disponível para sua farmácia. Além disso, ainda que existam muitos outros motoboys, o tempo gasto com negociação pode prejudicar a agilidade na entrega (fator que deve ser priorizado).

Portanto, para a discussão, consideramos somente as duas primeiras formas citadas acima: motoboy próprio e terceirizado.

Contratar motoboy como funcionário da farmácia

O procedimento para a contratação de um motoboy próprio é semelhante a admissão de qualquer outro funcionário da farmácia.

Há uma burocratização com documentos, são necessários exames e avalização médica e os custos posteriores serão relacionados à respectiva classe trabalhista dos motoboys.

Até aí você já conhece. No entanto, por trás dos processos legais, há importantes cuidados que devem ser considerados neste tipo de contratação.

O motoboy, mais do que um colaborador comum, deve ser um bom profissional de entrega e isso tem que ser previsto pelo responsável da farmácia antes de efetuar a admissão.

Para auxiliar nisso, preparamos algumas dicas:

1. Entreviste vários profissionais

A pressa é inimiga da perfeição. Entrevistar vários profissionais tomará um pouquinho a mais do seu tempo, mas fará com que você tenha um parâmetro de comparação.

Por consequência, você terá uma visão clara de todos os candidatos, tornando-se mais fácil decidir quem é o melhor para preencher a vaga.

2. Realize testes de paciência, calma e simpatia

O motoboy é quem terá contato direto com o cliente. Ele chegará até a casa do comprador e entregará os produtos ou medicamentos comprados. Neste momento a simpatia, o respeito e a gentileza farão toda a diferença. Afinal, um consumidor bem tratado com toda certeza se tornará um freguês fiel.

Por isso aplique testes de paciência, calma e simpatia nos candidatos à vaga de motoboy. Dessa forma você saberá previamente se no futuro eles serão bons entregadores para os clientes.

3. Faça alguns dias de teste

Características e habilidades como: senso de cautela, pontualidade e bom trabalho em equipe são cruciais para um entregador. Porém, esse tipo de informação é tido somente após a prática. Então, faça um teste de experiência!

Você pode contratar o motoboy autônomo temporariamente, pagar pela demanda ou dias de serviço e já aproveitar para avaliar se este profissional atua com perfeição.

Contratar empresa de motoboy

Muitas empresas têm aderido ao serviço terceirizado devido ao custo mais baixo e a facilidade no controle financeiro, trabalhista e administrativo que essa modalidade oferece.

O aumento da busca por empresas terceirizadas fez com que negócios de diferentes especialidades entrassem no ramo. Com o serviço de motoboy não é diferente.

Dentro deste leque de soluções para entregas, surgiram empresas inovadoras. Soluções que não exigem  contratação do serviço de motoboy atrelada a um custo mensal fixo, diferente de empresas tradicionais de terceirização.

E a startup SODE é o maior exemplo disto.

Sode - Soldados de Entrega

Por meio de uma plataforma digital ágil e simplificada, a SODE promove a conexão entre estabelecimentos e motoboys. O serviço de entrega é contratado e prestado diretamente pelo entregador, sendo ambos usuários da plataforma (estabelecimento e entregador). Em outras palavras, a SODE presta serviço ao entregador, disponibilizando sua plataforma a este, e não o inverso.

Trata-se de um novo modelo de negócios presente no mercado, conhecido como “economia do compartilhamento”.

Na “economia de compartilhamento”, empresas criam plataformas/softwares que conectam o consumidor diretamente ao fornecedor, numa variedade de serviços.

Como exemplos de empresas que usam da economia de compartilhamento, temos a Uber, a Easy e a 99, que conectam motoristas com clientes/usuários.

Utilizar uma plataforma com a SODE, pode reduzir muito custos e desgastes que uma admissão de funcionário interno pode gerar.

A SODE atende o nordeste, em cidades como: Recife, Salvador, Campina Grande e Maceió. Promovendo o “conceito de delivery eficiente e sem complicações” e por inserir “inteligência logística para aperfeiçoar a gestão de entregas de empresas” oferece motoboys preparados, fáceis de serem contatados.

Ou seja, outros fatores que propiciam a terceirização: disponibilidade e profissionais que chegam na farmácia totalmente qualificados.

E atenção!

Se sua escolha for terceirizar o serviço de motoboy, antes de fechar qualquer contrato avalie o conceito da empresa. Pesquise valores, realize orçamentos, mas não se atenha somente a isso.

Acima de tudo, pense que o delivery de sua farmácia depende do bom funcionamento do setor de entregas e, claro, do nível profissional dos entregadores.

Lembre-se: é totalmente possível e muito importante equilibrar custo, benefício e qualidade para se obter bons resultados.

Além de saber contratar um bom profissional de entrega, você precisará adotar uma excelente estratégia em seu delivery, oferecendo a melhor taxa de entrega e estimulando os clientes a consumirem mais.

Por isso, nós aqui da MyPharma preparamos para você a Calculadora “Boi de Piranha de Delivery”. Esta ferramenta vai calcular automaticamente qual a melhor taxa de entrega para o seu delivery, além de outras políticas de entrega importantes.

Prós e Contras de contratar o serviço de motoboy

Passamos pela segunda parte! E aí, já decidiu se irá contratar o serviço de motoboy?

Calma que ainda temos mais!

Bem, até aqui já explicamos como tudo funciona, também falamos sobre as diferentes maneiras que existem para se contratar um motoboy. Resta agora, destacar quais são os prós e contras que envolvem o serviço.

Listamos abaixo para você!

Vantagens na contratação de motoboy como funcionário

  • Contratar motoboy próprio tem a vantagem de conhecer bem o profissional, selecionar com precisão o funcionário que fará entregas;
  • Contratar motoboy é uma vantagem pois sempre terá alguém disponível no PDV para realizar entregas;

Desvantagens na contratação de motoboy como funcionário

  • Contratar motoboy tem a desvantagem da incerteza relacionada a assiduidade no serviço. Não há como saber se o funcionário estará 100% presente, uma vez que o mesmo está sujeito a faltar no trabalho. Também pode ficar doente ou se machucar, prejudicando alguns dias de entrega;
  • Muitas vezes é necessário contratar mais que um motoboy para suprir os horários de entrega e demanda da farmácia. Isso onera muito a folha de pagamento e é, portanto, uma desvantagem.

Vantagens na contratação de serviço terceirizado de motoboy

  • Terceirizar o serviço de motoboy tem a vantagem de não precisar contratar funcionários integralmente, utilizando por demanda, o que pode desonerar custos fixos;
  • Terceirizar o serviço de motoboy tem a vantagem de não precisar contar com um único funcionário (que porventura poderá se machucar ou faltar ao trabalho). Deste modo, sempre e em qualquer horário haverá um profissional da empresa terceira à disposição;
  • Terceirizar o serviço de motoboy desonera e mitiga a responsabilidade da farmácia de adquirir frota de motos, gastar com combustível, etc.

Desvantagens na contratação de serviço terceirizado de motoboy

  • Terceirizar o serviço de motoboy tem desvantagens quando contrata-se uma empresa não idônea, com comunicação arcaica e pessoas não treinadas.

Conclusão

Vimos aqui que contratar um motoboy pode ser interessante para a farmácia, pois esse profissional garante a agilidade das entregas, é fator motor na fidelização de clientes e consequentemente promove o giro de vendas.

Indiferente de sua escolha na hora de contratar o serviço (próprio ou terceirizado), lembre-se que a qualidade do profissional e das entregas são pontos decisivos para a expansão do delivery em sua farmácia.

E por fim, novamente reforçamos a necessidade de contratar uma empresa como a SODE: moderna, especializada, que facilita os processos de entrega com tecnologia e tem qualidade comprovada.

 

Leia também: 8 Dicas para um delivery de farmácia perfeito!

FECHAR